Assim não, ubuntu.

O ubuntu é um sucesso, em pouquíssimo tempo saiu do zero ao posto de distribuição mais usada. Ok, pode até não ser a mais usada, mas com certeza está no pódio. E também não saiu do zero, pegou tudo do debian, deu uma repaginada e etc.

O ubuntu já vem quase todo pronto, pra um usuário normal, tá pronto. Apesar de não ter suporte nativo a mp3. E pra usuários mais avançados, algumas horas de apt resolvem. Ou seja, o sistema trabalha pra vc e não o contrário, como é o caso do gentoo.

Pois bem, o objetivo do post é dizer que a cada nova versão, o ubuntu se torna um sistema menos utilizável pra mim. O consumo de recursos (basicamente memória) está cada vez mais na estratofera, o que faz com que em uma máquina bem razoável (Pentium 4 de 3 GHz com 1 GB de RAM), a experiência seja, por vezes, péssima.

Na minha opinião, o ubuntu está sofrendo do que eu resolvi batizar de síndrome do windows: para se tornar um sistema cada vez mais user-friendly, as coisas ruins (e as muito ruins) do windows têm sido copiadas. Não necessariamente nessa ordem, tem coisa que só tem no ubuntu mas é péssima.

O tracker é o programa de busca de arquivos padrão do ubuntu. Mas será que já fizeram alguma enquete pra saber quantas pessoas usam isso? O tracker é o verdadeiro vilão do processador e do hd. Uma vez fiquei sem espaço em disco misteriosamente e o consumo do processador não ficava em menos de 50%. Fui procurar saber o que era, e lá estava o tracker comendo cpu e 2GB de hd! Isso mesmo, 2GB de hd pra indexar os meus dados. Se vc por acaso usa o tracker ou simplesmente não o desinstalou digite o comando du -h .local/share/tracker/ pra ver o tamanho da brincadeira. Ás vezes não tem nada, mas outras vezes tem uma surpresinha lá.

Esse aqui não é bem do ubuntu, mas é um problema sério: o firefox. Desnecessário dizer que o firefox é um excelente browser, mas está ficando impossível usar o firefox em uma máquina mediana. Travamentos, lentidão pra abrir, lentidão pra iniciar downloads (um problema sério que eu tenho é quando aparece a janelinha do download, eu escolho a opção abrir ou salvar, o browser simplesmente trava por uns 3, 4 segundos). O opera é um bom browser, mas ainda tem que comer muito feijão com arroz pra desbancar o firefox. Se o opera pelo menos tivesse extensões, por exemplo, já seria uma mão na roda. A propósito, o histórico do firefox 3 na barra de endereços (os endereços que vão aparecendo quando vc vai digitando), está um lixo. Agora ele indexa não somente pelo inicio das urls, mas por qualquer parte das mesmas e também pelo título das páginas. A primeira vista parece legal, mas atrapalha. Acredite.

Tem muitas outras coisas que me irritam no ubuntu e que são desnecessárias, mas neste momento não consigo mais lembrar de nenhuma.
Pois é, o problema não está em ser ‘simples’, mas desse jeito, não. Desse jeito, tá ficando ruim.

Anúncios

Sobre Arlen Nascimento
26 anos, Manaus.

One Response to Assim não, ubuntu.

  1. Você tem as mesmas queixas que eu!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: