USA – Ground zero, Century 21, Brooklyn Bridge, J&R and beyond

Bom, hoje eu fui nesses lugares aí do título.

O ground zero é o que sobrou das torres gêmeas. Tão construindo alguma coisa lá que eu não faço idéia do que seja. Assim que eu cheguei lá, me deu um arrepio, é um lugar um pouco carregado, sei lá. Como ontem foi 11 de setembro, tinha flores, homenagens, etc. Eu achei muito legal uma bandeira dos EUA com o nome de todas as vítimas.

Ali naquela região tem muitos prédios, muito altos. Agora, imagine você, que ali tinham dois (dois!) prédios mais altos ainda!!

Depois, fui na Century 21. Essa loja é uma dica do fantástico Nova York para mãos de vaca. Segundo consta, a Century 21 vende as peças de marca da estação passada. Eu fui lá e comprei camiseta da Nike por 10 dólares, óculos escuro da Tommy Hilfiger por 15 dólares e etc. Bom, eu espero que seja tudo original (usar coisa de marca falsificada é deplorável…). Mas eu creio que seja, sim. Eu acho que uma loja daquele tamanho teria muitos problemas em vender coisas falsificadas tão descaradamente. A loja tem uns 4, 5 andares e tem de sapato a cama, mesa e banho. É bom ir com paciência porque é tudo jogado lá.

Em seguida: Brooklyn bridge. Muito legal. Bem bonita e tem um visual fantástico. Assim que eu vi a ponte, eu me arrepiei. Eu só fui até a metade e voltei porque eu não tinha muito interesse no brooklyn, não. Dizem que é o bairro mais charmoso de NYC. Então, tá…

A ponte balança muito! Tem horas que parece que vai cair. E também, vai que a Al-qaeda resolve fazer o 12 de setembro e jogar um avião na ponte? Eu tenho certeza (e o governo americano também) que a ponte é praticamente um alvo com uma seta fluorescente…

Aproveitei e fui na Wall Street. Taí um lugar que ninguém precisa ir. É um bequinho que tem a bolsa de valores, só isso. Um pouco mais pra baixo é que tem um pouco mais de cara de rua importante. O estranho é que apesar de essa parte da cidade ser importante, é bem largado. Essa região tem um ar muito soturno, sinisitro. Mas não tem perigo, não.

De Wall Street aproveitei pra ir até o Pier 17 que é um shopping legalzinho, bom pra comprar uns souvenirs e comer. Eu comi algum prato chinês aí que tava gostoso e foi baratinho (6,99 usd). O pier também tem um terraço de onde se tem uma vista muito legal da ponte do Brooklyn.

Hoje o que atrapalhou um pouco foi a chuva. E o pior era que não chovia de uma vez, ficava naquelas de chove, não chove.

Depois fui até a J&R pra comprar as muambas que me pediram. A loja, definitivamente, é a maior da cidade mas, em compensação, é a mais tosca. Eu acho que o dono deve ser paquistânes, indiano, sei lá e parou no tempo, o bichinho… O que me fez achar isso foi que a mulher do caixa que era tambem dessa nacionalidade aí. Então deve ser um negócio meio que em família e tal.

Pois bem, a loja é tosca porque você tem que ir lá com o vendedor, aí ele faz uma notinha manuscrita e você vai no caixa e paga e volta com o vendedor pra ele dar o produto pra você. Mas, eu não sei porque cargas d´água em outro balcão a mulher já me deu o produto. Pois é, em cada andar, bem na saída da escada, tem aquelas paradas de apitar e como eu tava com um cartão de memória na mão, toda vez que eu passava por aquilo, aquela merda apitava. Pelo menos ninguém veio me encher o saco. Ah sim, a partir do segundo andar, nada de mochilas, você deixa lá num guarda volumes.

Beleza, subi, desci e fui pagar. O que eu encontro no caixa? Uma máquina reZistradora! Daquelas bem old-school mesmo, com display verde e tudo!

Acha que acabou? Nada, depois que volta com o vendedor pra pegar os produtos, você vai com eles na mão até a porta. Chegando lá, um carinha confere tudo e dá a sacola pra você. Ou não.

Isso sem contar os terminais de consulta dos vendedores. Mermão, era monitor de 14 polegadas e um sistema daqueles de drogaria, tipo clipper? Pois é…

É um contracenso uma loja daquele porte ser tão arcaica.

Anúncios

Sobre Arlen Nascimento
26 anos, Manaus.

One Response to USA – Ground zero, Century 21, Brooklyn Bridge, J&R and beyond

  1. Henry says:

    Oi, Arlen.

    Eu vi o seu blog através do link no meu contador e vim dar uma conferida. Antes de tudo, obrigado pela referência ao meu blog. Depois, acho que se você houvesse ido para a B&H Photo, você não teria saído com a mesma impressão que teve da JR. Na B&H é tudo o oposto, é tudo informatizado, você fala com um atendente que anota o seu pedido, então ele põe tudo numa caixa que vai rolando por umas esteiras “a la Jetsons” até a seção para retirar. Então você entra numa fila relâmpago para pagar, e noutra mais rápida ainda para pegar o produto. Sem contar que a loja é deslumbrante, com tudo que você possa imaginar de fotografia, iluminação, música e informática.
    Se tive oportunidade, não deixe de ir lá. É na 9th Ave com a rua 34.

    Abraços e aproveite sua estada nos EUA.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: