Ah… os clichês

Os clichês estão sempre por aí, são inevitáveis, mas na televisão, eles são elevados a enésima potência.

Pelo fato de a televisão ser uma mídia feita por ‘adultos’ – ou sei lá por quem -, as emissoras mais tradicionais têm uma dificuldade pra se comunicar com o ‘jovem’.

Ontem, o jornal da globo exibiu uma matéria sobre blogs e como ganhar dinheiro com eles. O acerto da matéria foi terem chamado o Interney, de longe o mais bem sucedido nessa parada de blogs. Eu não entendi porque chamaram umas pessoas lá que eu nunca tinha ouvido falar. Eu não sou referência pra nada, mas tudo bem.

– Humm… computador… internet… já sei, tive uma idéia! – pensou o editor

Colocaram os pobres dos entrevistados pra falarem um texto decorado dentro de uma moldura que imitava – bem porcamente – um vídeo na internet, com barra de progresso e tudo.

O mais clássico dos clichês é colocar uns zeros e uns passeando pela tela.

Quando o programa é voltado para o público djóvem, o chavão é ficar girando a câmera, dando zooms in and out, aplicar um efeito de câmera lenta ou de cores berrantes. Eu não sei se é só comigo, mas eu fico completamente perturbado com esses efeitos e não consigo assistir o que eu quero.

Anúncios

Sobre Arlen Nascimento
26 anos, Manaus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: