Gadgets, gadgets, gadgets

Gadgets

iPhone, N810, N95

Foi a primeira vez que eu tive um contato mais, hmm, íntimo com o iPhone. Já tinha visto, já tinha pegado, mas nunca tinha ficado com um pra brincar.

O meu veredicto a respeito do iPhone é que como celular, ele é um excelente gadget. Antes de eu conhecer melhor o iPhone, eu já achava o n95 muito melhor. Agora eu tenho certeza.

O iPhone é um celular medíocre. Não mostra o tempo acumulado das chamadas discadas e recebidas – pelo menos pra mim é essencial -, não manda mms, não filma e muitas outras coisas. Eu senti falta de um gerenciador de tarefas como tem no symbian pra alternar entre os aplicativos abertos.

Às vezes um botão de voltar faz muita falta e era preciso apertar o botão home e fazer todo o caminho de novo.

Pra mim, o touchscreen é um plus, mas não é um fator decisivo. Mas, de fato, o touchscreen e o multitouch trazem infinitas possibilidades na maneira de interagir com o aparelho e, principalmente, com os jogos. Apesar disso, falta um teclado de verdade, nem que fosse apenas um teclado numérico, pequeninho mesmo. Na hora da pressa ou quando se precisa de agilidade, o touchscreen não dá conta. Fazer uma ligação dirigindo, esqueça… hehe. E isso não sou só eu que digo, um fanboy da Apple também falou.

Mas a falta de teclado ou do contador mais elaborado, dá até pra relevar. O que beira o intolerável no uso do iPhone é o iTunes. PQP do programa escroto! Tudo tem que ser feito pelo iTunes, até criar uma conta na AppStore. Eu sei que dá pra usar outros programas pra manusear o iPod, o que possibilita o uso dele no linux. Não pesquisei mais a fundo essa questão no iPhone, mas creio que não seja possível, então tem que engolir o iTunes.

Outro aspecto chato do iPhone é o bloqueio total da Apple. É bem possível que você vai precisar instalar um 3rd party app e pra isso é preciso fazer o tal do Jailbreak ou algum dos outros métodos pra liberar o telefone, inclusive do sim lock. E o medo de fazer isso e o bicho virar um lindo peso de papel? Com o quickpwn foi tranquilo, difícil mesmo foi apertar os botões naquela sequencia ninja…

Mas nem tudo é ruim. A AppStore é fantástica. Milhares de aplicativos, pagos e gratuitos, pra instalar sem precisar desbloquear o telefone. Os aplicativos gratuitos são muito legais e fazem as mais diversas traquinagens. Isqueiro, nível, basquete, golfe, corrida, sinuca e etc. A tela gigante e sensível ao toque e o acelerômetro trazem uma jogabilidade incrível até pros joguinhos mais bobos.

O slot onde se coloca o sim card é outra porcaria, tem que enfiar um clipe de papel e puxar. Se você fica tirando e colocando o chip com frequência, a  ‘gavetinha’ fica detonada.

A câmera não é excelente, mas também não é ruim. É câmera de celular.

Mas se eu tivesse que escolher entre um dos dois, eu certamente escolheria o n95 por ser um celular melhor. E se dinheiro não fosse problema, eu teria um iPhone ou iPod touch só pra navegar e ouvir música.

O N810 é outro gadget muito legal. Mas a utilidade dele é meio questionável. É como eu li por aí, ao vê-lo pela primeira vez, você quer um. Mas cinco minutos de reflexão são suficientes pra abandonar a idéia. Ele é um internet tablet que tem wifi, gps e também se conecta a internet através do pacotes de dados do celular via bluetooth. Tem touchscreen e uma tela gigante, tem slot pra algum tipo de cartão SD  e roda linux. Mas não é um celular… Isso significa que você vai andar com um bicho desses e um celular. E ele não é lá muito portátil. Tenho certeza que o N97 irá substituí-lo com louvor, talvez até o n95 já substitua…

Aproveito pra abrir um parentese. Não consigo entender a Nokia. Gasta milhões com linux e seus celulares continuam a vir com symbian… vai entender…

Anúncios

Sobre Arlen Nascimento
26 anos, Manaus.

One Response to Gadgets, gadgets, gadgets

  1. O N810, por não ser celular, realmente é uma lástima (aqui no Brasil). Lá fora onde os hotspots pipocam (pelo menos na Europa), e Wimax não é só marca de microondas falsificado, ele até que tem uma serventia melhor. Aqui no Brasil, pra andar com 2 trambolhos, é foda. Além do peso e inconveniência, ainda tem o fato de ser roubado, hehe. Viva o Brasil!
    Concordo com a revisão do Iphone, também tive essa mesma impressão. Agora, o N95 é um trambollho também.
    A Nokia não gasta tanto assim com Linux, e, por incrível que pareça, ela também é majoritária no Symbian, ou seja, ela ataca por 2 lados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: