Grande descoberta dos cientistas ingleses

Cientistas ingleses recentemente descobriram que o tamanho do carro é inversamente proporcional ao tamanho do cerébro da pessoa.

Cientistas da Universidade de Weissen concluiram um estudo inédito que descobriu o que todo mundo já sabia: que pessoas que tem carro grande, tem o cérebro pequeno e, portanto, dificuldade pra pensar.

“Resolvemos iniciar esse estudo pois sempre víamos essas pessoas do alto de suas Hilux e Frontiers fazendo verdadeiras barbaridades no trânsito”, diz
o Dr. Kissy Foda, coordenador do estudo.

A equipe do Dr Kissy manteve dois grupos de ratos isolados. O grupo 1 foi criado num ambiente saudável e respeitoso ao passo que o grupo 2 foi submetido a toda sorte [nessa hora, Dr Kissy fez “aspas” com os dedinhos] de humilhações, incluindo currações na hora do recreio e ser o último a ser escolhido pro time de queimada. Ainda havia um terceiro grupo de ratos anencéfalos.

Depois de 18 anos, cada rato recebeu um cheque em branco para comprar o carro que desejassem. Todos os membros do grupo 1 escolheram carros normais (hatches e sedans), o único desvio nesse grupo foi o rato Stuart que optou por um novo uno verde limão e ainda o equipou com o adesivo “eu amo minha espoza”.

Já os ratinhos do grupo 2, sem exceção, escolheram as maiores pickups que se encontravam disponíveis (Hilux, Frontier, F250) mesmo sem nenhum deles realmente precisar de um carro desses, já que nunca saem da cidade e, quando precisam encarar um terreno mais arisco, morrem de pena do seu carro,
que foi projetado exatamente pra isso, exclama o Dr. Shimb Inha, o assistente indiano do Dr. Kissy).

O monitoramento do cerébro dos ratos indicou que os elementos do grupo 2 apresentavam um grave quadro de regressão cerebral. “Os sintomas desse quadro são uma espécie de sadismo enquanto se dirige. Os ratos do grupo 2, não tem capacidade de sequer conduzir um velocípede em uma sala com paredes de espuma, imagine um carro que pesa 5 toneladas! É com preocupação que vejo essas pessoas conduzindo carros. E, embora possuam carros que custam em média 100 mil reais, essas pessoas acham um absurdo pagar 3 reais de estacionamento e preferem deixar seu carro no estacionamento
do Carrefour. Esses motoristas utilizam o carro para se afirmar, para mostrar sua identidade. Sem o carro, eles se sentem uns bostas n’água”, preocupa-se o Dr Kissy.

Os ratos do grupo 3 também receberam um cheque em branco para comprar o veículo que desejassem e, todos, sem exceção, escolheram motos. “Só não tendo cerébro mesmo pra escolher andar de moto”, diz o Dr. Shimb Inha.

Fonte: Arial

Anúncios

Sobre Arlen Nascimento
26 anos, Manaus.

One Response to Grande descoberta dos cientistas ingleses

  1. Renata Gualberto says:

    AAAHHHHHHHAHAHAHAHAHHAHA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: