Neymar é mágico

O Neymar só pode ser mágico. Mas não estou falando sobre futebol.

Como ele consegue usar o iPhone mesmo estando bloqueado!?

Confira aqui

 

Anúncios

Que grande dia

Tenho que compartilhar duas coisas que eu vi hoje.

i. Tava assistindo o jornal local, sem prestar muita atenção, que mostrou uma reportagem sobre um evento que a Faculdade Dom Bosco fez. O tema do evento era meio ambiente. E pra conscientizar a população sobre o meio ambiente e sobre a emissão de carbono (ou alguma coisa assim), a galera resolveu fazer uma CARREATA!

Uma carreata a favor do meio ambiente! Essa galera não é fácil!

ii. Entro no UOL e vejo esse post que reproduz um grande momento (senão o maior de todos) da TV brasileira! Uma coisa que somente Amaury Jr poderia proporcionar.

Amaury Jr entrevistando Bebel Gilberto

Vale a pena assistir tudo.

Um grande dia, sem dúvidas.

 

 

Há 1 ano

Há exatamente um ano, eu estava em Coimbra, forever alone, morando meio que de favor (na verdade, na brodagem). Tava na transição de um emprego pro outro, então tava sem computador, pois o que eu usava era do trabalho. E também tava meio sem dinheiro. Eu tinha dinheiro, mas não podia ficar gastando, tinha que racionalizar, então ficava em casa mesmo.  Minhas saídas eram pra almoçar ou jantar fora de vez em quando.
O meu computador era o meu celular e, claro, era super limitado. Então assistia muita televisão e lia a auto-biografia do Eric Clapton (que aliás, nem terminei de ler). Agosto, no hemisfério norte, é o auge do verão e, na Europa, férias quase gerais. O calor era infernal, coisa de cerca de 40 graus Celsius.

Mas acho que no dia 15 de agosto do ano passado, eu ja tinha comprado um computador, acho que comprei no dia 14. Mas mesmo assim foram 14 dias sem computador. Ruim demais.

Eu tinha apenas a tv aberta com 4 canais (e era uma tv de 14″).

Acordava por volta de meio dia, tomava café e deixava pra almoçar lá pelas 16hrs. Ligava a tv e ficava “assistindo” a Volta a Portugal em Bicicleta. Que coisa idiota. Nada contra, mas porra, transmitir isso todo santo dia é de fuder. Mas os caras são foda, diga-se. Correr de bicicleta com 40 graus na cabeça não é facil.

O curioso das corridas de bicicleta é que, invariavelmente, quem lidera a prova inteira não ganha. Quando falta 1km pra linha de chegada, sai um cara la de trás (muitas vezes, um que nem estava no pelotão) rasgando tudo e fica em primeiro. Imagina que merda deve ser pra quem liderou o resto da prova inteiro!

Mas o post não é pra isso. Como acordava muito tarde, dormia muito tarde também, lá pelas 3, 4 da manhã. E deixava a tv ligada, claro.

Certa vez, tava lá fazendo sudoku ou lendo, quando começa a passar na tv, nada menos, que CARGA PESADA!

Quem diria que as aventuras de Pedro e Bino passavam na tv aberta portuguesa em plena madrugada. E digo mais: curti carga pesada. Nunca tinha assistido aqui, mas até que tinha umas histórias bem loucas. E não é aquele negócio de valorizar o brasil quando se está longe, não. Nada a ver. Era falta de coisa melhor mesmo.

Outra coisa curiosíssima eram os programas que antecediam Carga Pesada.

Primeiro passava “Alerta Cobra”, um seriado policial Alemão muito bom! Mas muito bom mesmo! Recomendo demais. O mais louco é que passava legendado, então conseguia captar uma ou duas palavras em alemão e me achar o fodão. Uma cena inesquecível desse seriado é quando um dos policiais atirou em um carro com a intenção de fazê-lo explodir e dar aquele sobrevoo. E tudo isso pra que? Pra atingir um helicoptero! Impossível não me apaixonar por uma cena dessas.

Alias, enquanto escrevia o paragrafo acima, lembrei que não era exatamente um seriado de policiais comuns. Os protagonistas eram policiais da autobahn que se metiam em resolução de crimes de todo o tipo. Em um dos episódios, eles pararam um motorista bebado e acabaram descobrindo um esquema de vendas de armas. Ou alguma coisa assim. Mas era bem louco.

Na sequência vinha The Unit. Já tinha ouvido falar mas nunca tinha visto. O seriado é legal apesar de parecer muito fake.

E para manter o nível de excelência, nada menos que Carga Pesada na sequência.

Alias, olha que spinoff foda acabei de imaginar: Carga Pesada e Alerta Cobra!
Se realizam isso, nem cobro pela ideia.

Grande descoberta dos cientistas ingleses

Cientistas ingleses recentemente descobriram que o tamanho do carro é inversamente proporcional ao tamanho do cerébro da pessoa.

Cientistas da Universidade de Weissen concluiram um estudo inédito que descobriu o que todo mundo já sabia: que pessoas que tem carro grande, tem o cérebro pequeno e, portanto, dificuldade pra pensar.

“Resolvemos iniciar esse estudo pois sempre víamos essas pessoas do alto de suas Hilux e Frontiers fazendo verdadeiras barbaridades no trânsito”, diz
o Dr. Kissy Foda, coordenador do estudo.

A equipe do Dr Kissy manteve dois grupos de ratos isolados. O grupo 1 foi criado num ambiente saudável e respeitoso ao passo que o grupo 2 foi submetido a toda sorte [nessa hora, Dr Kissy fez “aspas” com os dedinhos] de humilhações, incluindo currações na hora do recreio e ser o último a ser escolhido pro time de queimada. Ainda havia um terceiro grupo de ratos anencéfalos.

Depois de 18 anos, cada rato recebeu um cheque em branco para comprar o carro que desejassem. Todos os membros do grupo 1 escolheram carros normais (hatches e sedans), o único desvio nesse grupo foi o rato Stuart que optou por um novo uno verde limão e ainda o equipou com o adesivo “eu amo minha espoza”.

Já os ratinhos do grupo 2, sem exceção, escolheram as maiores pickups que se encontravam disponíveis (Hilux, Frontier, F250) mesmo sem nenhum deles realmente precisar de um carro desses, já que nunca saem da cidade e, quando precisam encarar um terreno mais arisco, morrem de pena do seu carro,
que foi projetado exatamente pra isso, exclama o Dr. Shimb Inha, o assistente indiano do Dr. Kissy).

O monitoramento do cerébro dos ratos indicou que os elementos do grupo 2 apresentavam um grave quadro de regressão cerebral. “Os sintomas desse quadro são uma espécie de sadismo enquanto se dirige. Os ratos do grupo 2, não tem capacidade de sequer conduzir um velocípede em uma sala com paredes de espuma, imagine um carro que pesa 5 toneladas! É com preocupação que vejo essas pessoas conduzindo carros. E, embora possuam carros que custam em média 100 mil reais, essas pessoas acham um absurdo pagar 3 reais de estacionamento e preferem deixar seu carro no estacionamento
do Carrefour. Esses motoristas utilizam o carro para se afirmar, para mostrar sua identidade. Sem o carro, eles se sentem uns bostas n’água”, preocupa-se o Dr Kissy.

Os ratos do grupo 3 também receberam um cheque em branco para comprar o veículo que desejassem e, todos, sem exceção, escolheram motos. “Só não tendo cerébro mesmo pra escolher andar de moto”, diz o Dr. Shimb Inha.

Fonte: Arial

Algoritmo para comprar um carro

Como um carro é um negócio caro e você vai levar uns anos pagando, antes de comprar é preciso fazer uma pesquisa sobre os modelos pretendidos, custos de manuntenção e etc.

É claro que um carro vai ter contras, o negócio é escolher um que você ache que vai trazer menos problemas.

Mas chega de enrolação. Vamos ao algoritmo.

passo 1: escolha um carro que lhe apeteça e que você possa pagar.

passo 2: ignore as opiniões que todas as pessoas vão ter sobre o carro que você escolheu. (isso é incrível: todo mundo sabe de todos os pontos negativos do carro que vc resolveu escolher. e serve pra qualquer carro)

passo 3: compre o carro.

Fim.

Tava com vontade de escrever.

De repente, me deu uma vontade de escrever, mas não tenho assunto. mas vamos lá.

To ouvindo aqui, #41 do Dave Matthews Band. Dave Matthews é uma banda espetacular. Muito foda. Vá lá e escute. Ouça o disco Crash primeiro. É só sucesso. Não tem uma música ruim.

Dave Matthews Band é world music. É uma mistura de vários ritmos, com letras bonitas e melodias poderosas. Tem muita virtuose também. Algumas músicas tem uma levada bem jazz, outras, blues. Músicos sensacionais. Enfim, ouça lá.

***

Já tem um tempo que eu descobri que eu sou obcecado por fone de ouvido. Tenho uns 6 ou 7, dentre os quais, dois headsets, um usb e outro normal. E se tem uma coisa que eu recomendo muito é um fone de ouvido usb com abafador. Pra quem gosta de notar detalhes das músicas, é essencial. Eu tenho um Microsoft Lifechat LX-3000 que custou 35€. Não exatamente barato, mas pra esse tipo de fone, foi um ótimo preço. Um sonho de consumo é ter um headset usb Sennheiser. Não precisa ser aqueles de 300 e tantos euros, um modelo de entrada já me serve, não sou nenhum audiófilo.

E, olha, um fone Sennheiser faz toda a diferença. Tenho 2 mas daqueles mais simples, earphone mesmo. Foram baratinhos, um foi 7€, o outro foi 9€. Mas são muito bons. É de se impressionar como um negócio tão pequeno faz uma diferença tão notável.

Tava usando um Sennheiser no trabalho e levei um outro fone logitech. Não consegui ficar nem meia música com o Logitech. Um som ruim, sem potência, sem vida, sem vibe. Voltei com o Sennheiser e que diferença…

Alias, ouvir heavy metal (ou qualquer música com um pedal duplo vigoroso) com um fone de ouvido bom, é outra história.

Post post

Já percebi há algum tempo que apesar de pensar em vários assuntos o tempo todo – e que poderiam virar posts aqui -, tenho tido uma certa dificuldade de organizar meus pensamentos. Ou seja, penso em várias coisas, mas não sei por onde começar e quando tento escrever alguma dessas coisas, inevitavelmente me perco e o texto fica uma merda.

Sem dúvida isso é reflexo das 12, 14 horas diárias que eu passo na internet, fazendo coisa úteis e tantas outras inúteis. Já tem um bom tempo que eu não leio livro nenhum. Faltam apenas 30 páginas pra terminar de ler a biografia do Eric Clapton, mas abandonei desde agosto…

Chego em casa por volta das 19 horas. Tomo banho, como qualquer coisa e sento na frente do computador. E fico assim até meia noite, uma da manhã. Só mongoleando na internet.

Já decidi que deveria usar esse tempo livre pra fazer alguma coisa de útil (desenvolver algum software, participar de algum projeto open source de olho no google summer of code…), mas não, fico aqui nesse loop infinito de youtube, blogs…

Enfim.

%d blogueiros gostam disto: