Um livro sensacional

Comecei a ler esse livro e estou maravilhado. A cada seção minha cabeça explode. É leitura simples e rápida, mas impactante.

Reinvente sua empresa: Mude sua maneira de trabalhar

Que grande dia

Tenho que compartilhar duas coisas que eu vi hoje.

i. Tava assistindo o jornal local, sem prestar muita atenção, que mostrou uma reportagem sobre um evento que a Faculdade Dom Bosco fez. O tema do evento era meio ambiente. E pra conscientizar a população sobre o meio ambiente e sobre a emissão de carbono (ou alguma coisa assim), a galera resolveu fazer uma CARREATA!

Uma carreata a favor do meio ambiente! Essa galera não é fácil!

ii. Entro no UOL e vejo esse post que reproduz um grande momento (senão o maior de todos) da TV brasileira! Uma coisa que somente Amaury Jr poderia proporcionar.

Amaury Jr entrevistando Bebel Gilberto

Vale a pena assistir tudo.

Um grande dia, sem dúvidas.

 

 

E aos poucos a civilização chega por aqui

Já tem umas propagandas espalhadas por aí dizendo que vai abrir uma Saraiva MegaStore no Manauara. Não conheci a Saraiva, mas se for do mesmo porte da Livraria Cultura em São Paulo, tá bom demais!

Agora só falta saber se a Saraiva MegaStore vai praticar os mesmos mega preços da Bemol e da Concorde. Se for, nem precisa vir, não…

Gadgets, gadgets, gadgets

Gadgets

iPhone, N810, N95

Foi a primeira vez que eu tive um contato mais, hmm, íntimo com o iPhone. Já tinha visto, já tinha pegado, mas nunca tinha ficado com um pra brincar.

O meu veredicto a respeito do iPhone é que como celular, ele é um excelente gadget. Antes de eu conhecer melhor o iPhone, eu já achava o n95 muito melhor. Agora eu tenho certeza.

O iPhone é um celular medíocre. Não mostra o tempo acumulado das chamadas discadas e recebidas – pelo menos pra mim é essencial -, não manda mms, não filma e muitas outras coisas. Eu senti falta de um gerenciador de tarefas como tem no symbian pra alternar entre os aplicativos abertos.

Às vezes um botão de voltar faz muita falta e era preciso apertar o botão home e fazer todo o caminho de novo.

Pra mim, o touchscreen é um plus, mas não é um fator decisivo. Mas, de fato, o touchscreen e o multitouch trazem infinitas possibilidades na maneira de interagir com o aparelho e, principalmente, com os jogos. Apesar disso, falta um teclado de verdade, nem que fosse apenas um teclado numérico, pequeninho mesmo. Na hora da pressa ou quando se precisa de agilidade, o touchscreen não dá conta. Fazer uma ligação dirigindo, esqueça… hehe. E isso não sou só eu que digo, um fanboy da Apple também falou.

Mas a falta de teclado ou do contador mais elaborado, dá até pra relevar. O que beira o intolerável no uso do iPhone é o iTunes. PQP do programa escroto! Tudo tem que ser feito pelo iTunes, até criar uma conta na AppStore. Eu sei que dá pra usar outros programas pra manusear o iPod, o que possibilita o uso dele no linux. Não pesquisei mais a fundo essa questão no iPhone, mas creio que não seja possível, então tem que engolir o iTunes.

Outro aspecto chato do iPhone é o bloqueio total da Apple. É bem possível que você vai precisar instalar um 3rd party app e pra isso é preciso fazer o tal do Jailbreak ou algum dos outros métodos pra liberar o telefone, inclusive do sim lock. E o medo de fazer isso e o bicho virar um lindo peso de papel? Com o quickpwn foi tranquilo, difícil mesmo foi apertar os botões naquela sequencia ninja…

Mas nem tudo é ruim. A AppStore é fantástica. Milhares de aplicativos, pagos e gratuitos, pra instalar sem precisar desbloquear o telefone. Os aplicativos gratuitos são muito legais e fazem as mais diversas traquinagens. Isqueiro, nível, basquete, golfe, corrida, sinuca e etc. A tela gigante e sensível ao toque e o acelerômetro trazem uma jogabilidade incrível até pros joguinhos mais bobos.

O slot onde se coloca o sim card é outra porcaria, tem que enfiar um clipe de papel e puxar. Se você fica tirando e colocando o chip com frequência, a  ‘gavetinha’ fica detonada.

A câmera não é excelente, mas também não é ruim. É câmera de celular.

Mas se eu tivesse que escolher entre um dos dois, eu certamente escolheria o n95 por ser um celular melhor. E se dinheiro não fosse problema, eu teria um iPhone ou iPod touch só pra navegar e ouvir música.

O N810 é outro gadget muito legal. Mas a utilidade dele é meio questionável. É como eu li por aí, ao vê-lo pela primeira vez, você quer um. Mas cinco minutos de reflexão são suficientes pra abandonar a idéia. Ele é um internet tablet que tem wifi, gps e também se conecta a internet através do pacotes de dados do celular via bluetooth. Tem touchscreen e uma tela gigante, tem slot pra algum tipo de cartão SD  e roda linux. Mas não é um celular… Isso significa que você vai andar com um bicho desses e um celular. E ele não é lá muito portátil. Tenho certeza que o N97 irá substituí-lo com louvor, talvez até o n95 já substitua…

Aproveito pra abrir um parentese. Não consigo entender a Nokia. Gasta milhões com linux e seus celulares continuam a vir com symbian… vai entender…

Galiotto não é vinho

Eu entendo de vinhos muito menos do que eu gostaria. Mas uma lição importante que eu aprendi é que Galiotto não é vinho.

Eis a explicação. Se pegarmos uvas e fizermos suco dela (olha o cacófato) e reservarmos em barris, o resultado será vinho. Vinho seco.

O Galiotto é uma aberração chamada vinho suave cujo qual é o resultado da interrupção da fermentação seguido da mistura com açucar. Isso mesmo, Galiotto é vinho com açucar. E por isso ele é extremamente doce.

Sei lá eu por qual razão, o Galiotto é um ‘vinho’ extremamente popular. Talvez por causa do preço, apesar de não ser tão barato assim (em média 10 reais a garrafa). Só que, juntando mais uns 3 reais, é possível comprar o verdadeiro vinho.

O Galiotto é o representante mais chique (mais caro) dessa classe suave, pelo menos que eu saiba.

E era por isso que, antes de eu descobrir isso, eu não conseguia encontrar de jeito nenhum vinhos suaves ‘melhores’ que o Galiotto. Perdia um tempão procurando e nada, só secos. Muito depois eu entendi o porquê.

É claro que no começo, o Galiotto é muito mais ‘fácil’, pois é docinho e tem o álcool na medida. E os secos são muito mais difíceis, porque tem aquele gosto meio estranho. Mas, isso é só no começo.

Pois é, esqueça o Galiotto. Tome suco del valle, é mais gostoso e nutritivo.

Existem vinhos muito bons (leia-se gostosos) por 15, 20 reas. O curioso é que o vinho mais ruim que eu já provei, foi o mais caro que eu comprei, R$ 25 – na minha opinião, claro.

Só pra aproveitar o assunto, eu me decepcionei com o vinho do porto. De tanto ouvir falar, eu sempre achei que era uma coisa fantástica, que iam tocar uns sinos e tal, mas nada…

O que eu comprei era Ferreira alguma coisa e custou 16 dólares no duty free de são paulo, aqui custa 81 reais no DB!!!

Pois é, vinho do porto é doce e mais forte que os outros vinhos (na casa dos 20%). Extremamente doce, chega a ser enjoativo. Mas não é porque misturam com açucar e sim porque interropem a fermentação dele antes de todos os açúcares se transformarem em álcool. Pesquise mais pra entender melhor.

Coma bem em Manaus – uma idéia implementada

Neste post, revelei uma idéia que eu tinha há algum tempo e agora resolvi implementar.

Criei um blog pra fazer reviews e falar, bem ou mal, de restaurantes, bares e lugares aqui de Manaus.

Eu queria um nome engraçadinho, mas não consegui pensar em nada, então ficou http://comabemmanaus.wordpress.com/.

Já tem um post lá e mais outro quase pronto.

O nome é um pouco pretensioso, mas whatever…

Onde comer bem em Manaus

Quem compra um iPhone nas operadoras brasileiras é um imbecil

Imbecil endinheirado é verade, mas imbecil.

O iPhone já tá rolando no Brasil desde sempre. Mas só recentemente é que ele é vendido oficialmente. Antes da homologação feita pela Anatel, vários aparelhos foram apreendidos em algumas lojas de São Paulo. Mas só há pouco tempo é que o iPhone chegou oficialmente no brasil através das operadoras. Que o aparelho custaria dois rins e um fígado, todo mundo sabia. Mas, o que ninguém imaginava – pelo menos eu acho – é que as operadoras iam criar planos de voz exclusivos pro iPhone. Exclusivos e ridículos, diga-se.

Vou citar o exemplo da TIM. A TIM tem diversos planos de voz pós-pagos, a linha principal é o TIM brasil. Em todos esses planos, a franquia de minutos pode ser usada pra qualquer operadora (fixa ou móvel) e eu creio que seja assim nas demais – na claro eu sei que é. E existem as promoções cujos minutos só podem ser usados pra própria operadora, o que é óbvio. Só que pro iPhone criaram planos de voz especiais que são uma afronta a inteligência dos consumidores.

A TIM tem o TIM iPhone 100 que me dá 80 minutos pra falar com qualquer TIM e 20 minutos pra falar com outras operadoras e ainda 40 SMS pra TIM, 10 SMS pra outras operadoras e pacote de dados de 200MB. Esse plano custa R$93,00. Simplesmente ridículo. O pacote de dados é que limpa a barra desse plano. Mas, segundo consta, o iPhone consome muita banda porque o safari carrega as páginas inteiras, ou algo assim.

Com exceção do plano de dados e por um preço bem menor, existe o plano tim brasil 120, que é o meu plano. São 120 minutos pra qualquer operadora, algumas dezenas SMS e MMS por cerca de R$ 70. Eu também pago um plano de dados de 1GB que custa R$ 70. Ou seja, por cerca de 150 reais, eu tenho um plano muito melhor e que acaba sendo mais barato, dadas as vantagens.

Ok, não tem o iPhone. Mas, iPhone pra quê? Qualquer smartphone da Nokia é muito melhor que o iPhone. Não vou nem comparar com o N95 porque é covardia. Pro iPhone eu chamo só o E71 que tem teclado qwerty e tela razoável. Não tem touchscreen. Mas, falando sério, who cares about touchscreen?

A claro e a vivo também tem os seus planos pro iPhone e são igualmente ridículos. As operadoras, é claro, estão no direito de ganhar dinheiro e ainda bem que é assim. Mas não precisava tripudiar. Essas coisas só vão deixar de existir quando rolar um boicote geral. Esses planos existem e vão continuar existindo simplesmente porque vendem. Mas eu aposto que se rolasse um boicote por parte dos consumidores esses preços iriam cair rapidinho.

Leia aqui um post bem melhor que o meu sobre o mesmo assunto

%d blogueiros gostam disto: